quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Comentário breve sobre 'A Caça'

 

Theo está confuso e chora. À procura de alguém que o acolha naquele momento, ao menos para lhe servir de companhia, ele vai até a filha Klara. Naquele momento, um turbilhão de acontecimentos recentes coloca em cheque toda uma vivência.  “O mundo está cheio de maldade, mas se ficarmos juntos, ela vai embora”, diz o rapaz.

É meio difícil ver “A Caça” sem saber nada da história. De qualquer forma, o que se destaca é o belíssimo desenvolvimento que Vinterberg dá ao roteiro, escrito em parceria com Tobias Lindholm. As subtramas da vida de Lucas, como a guarda do filho Marcus e o envolvimento com Nadja, são pontuais e servem tanto ao conturbado momento da vida dele quanto para o próprio desenvolvimento do personagem. No início, as coisas acontecem de forma apressada, mas basta o filme se estabelecer para que o diretor conduza com calma seu realista drama.

Junto a Charlotte Bruus Christensen, que assina a fotografia, Vinterberg constrói bem as cenas que requerem um maior peso dramático. É interessante perceber como a luz é usada nos diálogos do longa, como, evitando maiores spoilers, na cena em que Klara relata o suposto abuso à professora, ou mesmo nos marcantes diálogos que Lucas mantém com Theo ao longo do filme, proporcionando belas rimas visuais. O frequente zoom na primeira metade do filme incomoda um pouco. Fiquei com a impressão de que o uso de outros artifícios não bastava para Vinterberg comentar o que queria. Pelo menos não é tão usado mais para o final.

Para finalizar, “A Caça” é o que é basicamente por sua delicada temática. Quanto a isso, não restam dúvidas da eficácia de seus realizadores. Um dos charmes da obra está no contraste entre uma suposta intolerância coletiva e a força do relato infantil (e a quase credibilidade cega e absoluta que damos a ele). Tal contraste só é possível na impressionante verossimilhança do filme, que reside também nos precisos diálogos e nas ótimas atuações (é claro que eu não me esqueceria de Mikkelsen).

-

A Caça (Jagten) – Dinamarca/Suécia 2012 – Direção: Thomas Vinterberg | Roteiro: Tobias Lindholm e Thomas Vinterberg | Com Mads Mikkelsen, Thomas Bo Larsen, Annika Wedderkopp, Lasse Fogelstrøm e Susse Wold
 
© 2014. Design por Main Blogger | Editado e finalizado por Guilherme e Carlos