sábado, 9 de agosto de 2014

O que faz o Produtor Cinematográfico?

 

Esse será o primeiro post de uma série que visa explicar e diferenciar cada função no processo das produções cinematográficas e audiovisuais. Então vamos começar com a Produção Cinematográfica, que costuma ser o cerne principal das confusões. 

Para começar, existem tipos diferentes de produtores: Produtor Geral, Produtor Executivo e Diretor de Produção. Então vamos separá-los durante a explicação pra ficar menos complicado.

Produtor Geral


Sem muito mistério, ele é simplesmente o cara do dinheiro, quem banca. Deve conhecer o projeto de sua concepção à finalização. Geralmente é o dono do estúdio ou quem banca financeiramente o filme.

Produtor Executivo


Leva esse nome basicamente por não estar envolvido em qualquer aspecto técnico ou artístico da obra. Ele trabalha com a parte empresarial do projeto, ou seja, dinheiro, dinheiro, dinheiro, burocracia e dinheiro.

O produtor executivo é quem está por trás do que realmente fará seu filme andar do início ao fim, sendo responsável pela captação e controle de recursos, contratos, supervisão financeira.

Ou seja, é ele quem vai liberar mais ou menos verba para determinado setor ou etapa da produção. É também quem dita o limite de brioches e toalhas quentes que serão disponibilizadas pra cada ator em seu camarim. Então já dá para perceber que o trabalho é coisa séria.

Em grandes produções como as de Hollywood, o produtor executivo normalmente é contratado por uma empresa produtora, e no caso das produções nacionais, principalmente, ele é quem conhece as leis, editais para inscrição dos projetos e também corre atrás dos patrocínios.

Em resumo, o Produtor Executivo é quem tem o telefone e a caneta mais poderosos entre os envolvidos no projeto.

Diretor de Produção


O Diretor de Produção é o elo entre o Produtor Executivo e a equipe. É ele quem garante que a verba está sendo usada adequadamente e que os prazos sejam seguidos.

Tem contato direto com o Diretor realizando um cronograma e lista de materiais que deve ser aprovado pelo Executivo. É na prática quem mantêm ordem na execução, e deve ser flexível e criativo para manter os custos dentro do orçamento diante de qualquer adversidade, algo comum nas produções audiovisuais, por isso deve conhecer o roteiro de "cabo a rabo" sistematicamente para avaliar o que é, ou não, viável e o que pode, ou não, ser substituído.

Sendo mais breve, é o cara que tem o poder de ser o mais legal ou o mais chato no processo.


Isso é Tudo Pessoal, espero que tenha esclarecido sobre essa função super importante do processo da produção audiovisual. Por favor, nos deixe seu feedback abaixo e até a próxima!
 
© 2014. Design por Main Blogger | Editado e finalizado por Guilherme e Carlos