quinta-feira, 22 de maio de 2014

Tirando a poeira de Batman: A Piada Mortal

 

Em 1988, a DC lançou uma das histórias mais clássicas do homem-morcego: A Piada Mortal. A revista fez muito sucesso na época e recebeu algumas edições em território brasileiro, inclusive uma de luxo lançada em 2008 com capa dura e alguns materiais extras.

Batman está incomodado de tanto lutar contra Coringa e quer tentar dialogar com o vilão, mas este foge do asilo e prepara uma de suas maiores loucuras. Para isso, ele baleia Barbara Gordon e a captura.

A trama se torna interessante ao retratar uma das maiores sacanagens já feita pelo Coringa, sendo os flashbacks com seu passado um dos pontos altos da revista. Neles, é mostrado o porquê de ele ter deixado a vida honesta que tinha para se tornar um grande inimigo do Cavaleiro das Trevas.


Alan Moore (Watchmen e V de Vingança) faz um belo roteiro com uma trama envolvente do início ao fim. A história é pequena, porém muito bem trabalhada. Os diálogos são interessantes, principalmente na parte final da HQ. A arte de Brian Bolland (Camelot 3000) é outro ponto forte da HQ. Com traços realistas e um Coringa pra lá de bizarro, Bolland fez um ótimo trabalho e também manda muito bem na colorização, que originalmente era de John Higgins.

Apesar de “The Killing Joke” ser uma das histórias mais conhecidas em que o Coringa é o protagonista, o que realmente chama a atenção é todo o conteúdo presente nesta edição de luxo. Além da história original (publicada em 1988), há uma introdução interessante do artista Tim Sale, um posfácio de Bolland e a presença da primeira história do Batman em sua revista.


“A Piada Mortal” é uma das HQs mais clássicas do Batman e mostra as diferenças e as motivações do herói e do Coringa. Com uma trama bem desenvolvida e um final bem bolado, a revista merece ser lida e a nova versão de luxo lançada pela Panini é um motivo a mais para a compra.

[MUITO RECOMENDADO]
 
© 2014. Design por Main Blogger | Editado e finalizado por Guilherme e Carlos